Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Monday, April 02, 2012

Violetas

















Uma pequenina luz bruxuleante
não na distância brilhando no extremo da estrada
aqui no meio de nós e a multidão em volta .
une toute petite lumière
just a little light
una picolla... em todas as línguas do mundo
uma pequena luz bruxuleante
brilhando incerta mas brilhando
aqui no meio de nós
entre o bafo quente da multidão
a ventania dos cerros e a brisa dos mares
e o sopro azedo dos que a não vêem
só a adivinham e raivosamente assopram .
Uma pequena luz
que vacila exacta ,
que bruxuleia firme ,
que não ilumina apenas brilha.
Chamaram-lhe voz ouviram-na e é muda .
Muda como a exactidão , como a firmeza ,
como a justiça.
Brilhando indeflectível.
Silenciosa não crepita
não consome não custa dinheiro .
Não é ela que custa dinheiro .
Não aquece também os que de frio se juntam .
Não ilumina também os rostos que se curvam.
Apenas brilha bruxuleia ondeia
indefectível próxima dourada .
Tudo é incerto ou falso ou violento ... brilha .
Tudo é terror vaidade orgulho teimosia ... brilha .
Tudo é pensamento realidade sensação saber ... brilha .
Tudo é treva ou claridade contra a mesma treva ...  brilha .
Desde sempre ou desde nunca para sempre ou não ... brilha .
Uma pequenina luz bruxuleante e muda
como a exactidão como a firmeza
como a justiça .
Apenas como elas .
Mas brilha .
Não na distância .

 Aqui
no meio de nós .
Brilha .




Jorge de Sena  _  Antologia  Poética _

13 comments:

Andradarte said...

Bela imagem e lindo canto...a acompanhar Jorge Sena...
Santa Páscoa
Beijo

paulo said...

Um grande poema de Sena.


Grande Beijo

São said...

Excelente poema de um grande poeta.

Maria, que seja de paz e renovação a tua Páscoa, com muitas e doces am~endoas.

Audrey Andrade said...

Lindo post! E que... brilha!

Meu carinho e o desejo de uma linda semana!

http://pequenocaminho.blogspot.com

Margarida said...

Mais um excelente poema, com cheirinho a violetas! :)

ADORO! Ou não fossem as minhas flores preferidas! Beijinho

Nilson Barcelli said...

A foto é linda.
E o poema, a preceito, mas as violetas não são violentas...

Querida amiga, tem uma Páscoa Feliz.
Beijos.

ONG ALERTA said...

Uma pequena grande flor, feliz Páscoa beijo Lisette.

2edoissao5 said...

saudade do tempo que cultivava violetas na minha loja...

Lilá(s) said...

O poema é lindo mas, a violeta um espanto!
Bjs

Mari said...

Que lindo!! Vim parar aqui sem querer e ja vou ficar seguindo, pois me encantei!! Tudo t'ao maravilhoso...sem falar que eu amo a cor violeta!!! Tenha um excelente feriado!!♥

Marilu said...

Querida amiga,
Páscoa…
É ser capaz de mudar,
partilhar a vida na esperança,
lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
É ajudar mais gente a ser gente,
viver em constante libertação,
crer na vida que vence a morte.
É dizer sim ao amor e à vida
investir na fraternidade,
lutar por um mundo melhor,
vivenciar a solidariedade.
É renascimento, é recomeço,
é uma nova chance para melhorarmos as coisas que não gostamos em nós,
Para sermos mais felizes por conhecermos a nós mesmos mais um pouquinho.
É vermos que hoje… somos melhores do que fomos ontem.
Desejo a você e a todos os seus uma Feliz Páscoa, cheia de paz, amor e muita saúde!

Beijocas sabor de chocolate!!!

Mariazita said...

Bom dia, Maria
Penso que já lhe disse que adoro violetas. A flor, em si, é linda, e tem um perfume maravilhoso.
Lindo, também, este poema de Jorge de Sena.

Que a sua Páscoa seja plena de Luz, Paz e Amor.

Beijinhos

PS - A saúde do marido continua estacionária. Obrigada por seus votos de melhoras.

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa said...

Uma pequenina luz bruxuleante mostrada por Joege de Sena, os pássaros com o seu chilrear imperial, a cor violeta a afagar-nos o coração... a sensação de paz, de serenidade, a acontecer.
Um abraço e obrigada.
P.S.:Desejo que tenha tido uma Santa Páscoa.