Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Friday, September 30, 2011

Violetas

Porque vieste ?
Não chamei por ti !
Era tão natural o que eu pensava ,
Nem triste , nem alegre , de maneira
Que pudesse sentir a tua falta ...
E tu vieste ,
Como se fosses necessária !


Poesia  
nunca mais venhas assim  ...
Pé ante pé , cobardemente oculta
nas ideias mais simples .
Nos mais ingénuos sentimentos ...
Um sorriso , um olhar , uma lembrança ...
_ Não sejas como o Amor !


É verdade que vens , como se fosses
uma parte de mim que vive longe ,
Presa ao meu coração
Por um elo invisível .
Mas não regresses mais sem que eu te chame ,
_ Não sejas como a Saudade !


De súbito , arrebatas-me , através
De zonas espectrais , de ignotos climas .
E , quando desço à vida, já não sei
Onde era o meu lugar ...
Poesia
 nunca mais venhas assim .
_ Não sejas como a Loucura !


Embora a dor me fira , de tal modo
Que só as tuas mãos saibam curar-me ,
Ou ninguém , se não tu , possa entender
O meu contentamento ...
Não venhas nunca mais sem que eu te chame .
_ Não sejas como a Morte !



Carlos   Queirós

10 comments:

Andradarte said...

Poesia...saudade...amor....está
tudo interligado....
E nada melhor que um poema, para
realçar tudo isso...
Beijo

Noslen ed azuos said...

o bom é que ela lava os olhos e leva a tristeza junto das rimas do amor.

bjs
ns

Rua Sem Dono said...

Cor da Flor!

Que texto mais Ma-ra-vi-lho-so!

Grato pela tua imensa e intensa sensibilidade!!!

BEIJOS

Nilson Barcelli said...

Isso não acontece comigo... a poesia só vem quando a chamo... ou então quando a leio nos outros.
Boa escolha, gostei de ler.
Beijos.

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa said...

Se na vida só viessem ter connosco os sentimentos que convocamos e as realidades que chamamos, viveríamos num eterno mar de rosas. Mas como lhe poderíamos dar valor?
Um beijo.

Lilá(s) said...

Desculpa lá mas, vou levar esta poesia comigo para o meu arquivo de coisas que gosto. Ando a precisar de utilizar muito esta frase "Não venhas nunca mais sem que eu te chame"...
Bjs

AC said...

Maria, a poesia não está dependente do clicar dum botão, ela faz parte de nós.
(Trouxe-nos um poema maravilhoso)

Beijo :)

Aline said...

tão bom nessa manhã de um domingo que se inicia lento e preguiçoso encontrar versos tão lindos e significativos.

que bom.

São said...

Obrigada por me dar a conhecer este tão belo poema.

Bem haja!

Nita said...

Bem vinda ao meu jardim!

Um beijo da Nita. Hoje de bom entardecer!