Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Saturday, September 29, 2012

violetas






















Se
eu   morrer 
quero    que   a   minha   filha   não   se   esqueça   de   mim ,
que   alguém    lhe    cante   mesmo   com    voz    desafinada ,
e    que   lhe    ofereçam    fantasia ,
muito    mais    que   um    horário   certo ,
ou    uma   cama    bem    feita .



Ana   Luisa  Amararal
          Maria   Kurbatova

6 comments:

AC said...

Não sei porquê, no fim de ler o post lembrei-me daquela famosa cena da Capela Sistina, o dedo a tocar no dedo...

beijo :)

Lilá(s) said...

Que lindo e sensível!
Bjs

O Profeta said...

De folhas de Outono se coroa uma tonta
Lancei pedras sobre as ondas furiosas
Teimosamente arde neste peito uma raiva
E vi muito lixo num covil de raposas

As coisas que um poeta vê
As coisas que que invadem uma alma demente
Num silencio contaminador, estonteante
Ouvi palavras de amargo presente

Cheguei finalmente a uma certa praia
Fiquei encoberto por uma mancha de gaivotas
Na impressionante fachada da minha alma
Fecham-se com estrondo todas as portas


Doce beijo

Nilson Barcelli said...

O mundo carece de fantasias...
Beijo

Ps: as fotos são todas excelentes.

Lilá(s) said...

Hoje venho dar-te um abraço especial e trazer um ramo de violetas bem lilás...muitos parabéns.
Beijinhos

Sonhadora (RosaMaria) said...

Minha querida

É o que esperamos...que se lembrem de nós.
Lindas as tuas escolhas sempre.a sensibilidade nota-se.

Um beijinho com carinho
Sonhadora