Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Sunday, September 02, 2012

Violetas



















Tenho   o  nome  de  uma  flor
quando  me  chamas .
Quando  me  tocas  ,  nem  eu  sei
se   sou  água  ,  rapariga  ,  ou  algum  pomar  que  atravessei .



Eugénio  de  Andrade

7 comments:

São said...

Há quanto tempo eu não lia este poema de Eugénio...

Bom resto de domingo, Maria

Lilá(s) said...

Colocas imensos poemas que não conheço! e as imagens deixam-me sempre "derretida"...
Bjs

Luis Eustáquio Soares said...

sim, passarada, alfazema e violetas, manhã, primavera.outro mundo é possível, gorjeando-nos.
b
l

Nilson Barcelli said...

Magnífica escolha poética.
E a foto é tão bonita...
Gosto do teu bom gosto, rapariga...
Beijo, querida amiga.

Sonhadora (RosaMaria) said...

Minha querida

Simplesmente maravilhoso a foto e o poema de Eugénio de Andrade...escolhes com muita sensibilidade, não é para todos.
Quero agradecer o apoio e carinho que me deixaste...e não vou desistir de ter o que me pertence, não é que seja muito bom, mas são os meus sentimentos que escrevo.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Graça Pereira said...

Gosto de violetas pela cor e pela sua simplicidade que ainda as torna mais belas e...depois perfumadas com este poema de Eugénio de Andrade, a tela fica completa.
Mil beijos.
Graça

Cacau Jafet said...

Estou conhecendo o seu blog hoje!!E adorei!!!Já estou te seguindo pois quero voltar sempre por aqui.
Quando puder vem conhecer o meu cantinho também.
http://cacaujafet.blohspot.com
bjossss