Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Saturday, October 02, 2010

Violetas


É fácil trocar as palavras ,
Difícil é interpretar os silêncios
!

É fácil caminhar lado a lado ,
Difícil é saber como se encontrar
!

É fácil beijar o rosto ,
Difícil é chegar ao coração
!

É fácil apertar as mãos ,
Difícil é reter o calor
!

É fácil sentir o amor ,
Difícil é conter sua torrente!

Como é por dentro outra pessoa
?

Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa .
As dos outros são olhares ,
São gestos, são palavras ,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo.

*
Fernando Pessoa

12 comments:

Elaine Barnes said...

Entre o fácil e o difícil vamos tentando o equilíbrio para conhecer melhor nossa alma.Lindo esse poema do Fernando. Amei!Montão de bjs e abraços

Marilu said...

Querida amiga, lindo poema de Fernando Pessoa, é preciso achar o meio termo. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

Noslen ed azuos said...

Penso Pessoa, logo existo!

bjin
ns

poetaeusou . . . said...

*
ai o Pessoa !
,
amiga
é um canteiro
a tua varanda,
e o mármore do chão
são pétalas polidas,
caídas
das alfazemas e violetas,
arroxeando o meu olhar !
,
conchinhas,
,
*

Lilá(s) said...

E assim fernando Pessoa procurava o equilibrio...gostei do aroma das violetas.
Bjs

Beatriz Prestes said...

Que espetáculo minha amiga!!!
Você é muito especial!
Beijo carinhoso
Bea

Viviana said...

Amiga

Esse "cubo" com violetas é tão lindo, tão lindo!

Ai que vontade de o levar...

Quanto ao poema do grande Pessoa, não o conhecia.

É especialmente lindo.

Que capacidade de transformar sentimentos em belas e atraentes palavras...

Obrigada pela partilha.
Desejo-lhe uma boa semana

Um abraço

viviana

São said...

Pessoa é sempre agradável de ler.

Um bom feriado e que a República cumpra os seus objetivos.

José Manuel Marinho said...

Muito bem escolhido; demonstra como F. Pessoa não era um encismesmado misógeno.

ALUISIO CAVALCANTE JR said...

Querida amiga.

Há palavras que sozinhas
nos falam dos sentidos plenos
que justificam a nossa existência.

Sou grato a vida por sua amizade.

Naty e Carlos said...

Todos os sentimentos cansam e "desistem", menos o amor. Sentimento algum é tão teimoso! Até quando passa, não acaba. Posto de lado, jamais se conforma. Mesmo se afogando na impossibilidade, não morre.
Bjs com carinho

Nilson Barcelli said...

Violetas lindas...
Pessoa é fácil e difícil... mas sempre excelente nos seus poemas.
Beijos, querida amiga.