Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Saturday, December 01, 2012

Alfazema



 

Nós nos tratamos com extrema cortesia ,
dizemos . . .  quanto tempo , que bom revê-lo .


Nossos tigres bebem leite .
Nossos falcões preferem o chão .
Nossos tubarões se afogam no mar .
Nossos lobos bocejam diante da jaula aberta .
Nossas cobras perderam seu lampejo
,
nossos macacos , sua graça ,
nossos pavões , suas plumas .
Faz tempo que os morcegos deixaram nossos cabelos .

Caímos em silêncio no meio da conversa ,
e não há sorriso que nos salve .
 
Nossos humanos
não sabem falar uns com os outros  .





Wislawa   Szymborska

6 comments:

São said...

Desconhecia.

Os tubarões afogam-se no mar , mas os de terra devoram toda a gente.

Bom serão, Maria

Lilá(s) said...

Que crise!...
Desconhecia, uma descoberta bem oportuna...
Bjs

Sonhadora (RosaMaria) said...

Minha querida

Muito verdadeiro este poema, mas infelizmente ainda há muitos tubarões e muitos pavões que não há maneira de perderem as plumas.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Nilson Barcelli said...

E a falar é que a gente se devia entender...
Uma excelente escolha poética, que não conhecia.
Maria, querida amiga, tem uma boa semana.
Beijo.

Smareis said...

Olá minha amiga,

Belo e verdadeiro esse poema.
Desejo que seu final de semana seja de muitas alegrias.
Grande abraço!


Clique-Refletindo com a Smareis



Nádia Santos said...

Bem reflexivo teu poema... sábias palavras! Um abraço, prazer!
http://poesiasesonetos.blogspot.com.br