Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Friday, November 18, 2011

Alfazema .













Cala   os  olhos ,  vagabundo . . .

Não me digas
que há estradas no mundo
sem urtigas.


Não me contes
que nascem astros nos vales
para além dos horizontes.


Não me fales de haver poentes
com as cores ardentes
das penas de um galo.


Não me tentes , vagabundo.


Não quero ver o mundo .
Prefiro imaginá-lo .




José Gomes Ferreira

8 comments:

Noslen ed azuos said...

muita beleza vê o vagabundo, eu seria um vagabundo?

bjs
ns

São said...

Foi muito agradàvel ler José Gomes Ferreira, actualmente tão esquecido.

Bons sonhos, Maria.

Emília Pinto e Hermínia Lopes said...

Nunca tinha vindo aqui, embora seja seguidora. Estou desculpada? Li algumas coisas e adorei, Prometo vir mais vezes. Tem alturas que não queremos ver o mundo...preferimos imaginá-lo, imaginar um mundo sem agruras onde os caminhos sejam só de flores, de aromas, de cores; é melhor imaginá-lo assim, mas...não, o mundo assim não é. Gostei muito e também adorei o de Mário Quintana. Gosto de tudo o que ele escreve. Um abraço e parabéns pelas escolhas. Uma excelente semana!
Emília

Rua Sem Dono said...

Cor da Flor!

Será que para podermos apreciar tudo isso, precisamos primeiro querer sermos, apenas, nós?

Beijos

Lilá(s) said...
This comment has been removed by the author.
Lilá(s) said...

Prefiro sonhar o mundo...e tão lindos que são os sonhos, têm as cores do arco-íris! quando acordo...vejo tudo cinzento!
Bjs

Nilson Barcelli said...

E há cada vez mais urtigas neste mundo...
JGF fez excelente poesia. Este poema é um bom exemplo.
Beijos, querida amiga.

PS: esqueço-me sempre de referir as tuas fotos, que são sempre magníficas com o "tratamento" que lhes dás.

BlueShell said...

Belíssima escolha...porque nesse texto há ideias a reter e colocar em prática.
j