Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Thursday, May 12, 2011

Violetas







Nunca compreendi
a caixa de costura.
Testemunha muda
de tardes e gerações ,
poder  feminino sobre o útil  .
No  fundo dos carrinhos e dos dedais ,
devia haver
a esperança.


Pedro Mexia

12 comments:

Lilá(s) said...

Tenho uma caixinha bonita que herdei da minha mãe. Não lhe sei dar o uso que ela dava, mas gosto de lhe mexer e de a olhar...
Bjs

Smareis said...

Sua emoção foi passada através do texto. Essas caixinhas são delicadas e parece que trás alguns mistério dentro delas. Obrigada pelo texto, adorei. um beijo no coração!

Marilu said...

Querida amiga, realmente a caixa de costura deve ter uma grande magia, ela foi a grande companheira de nossas mães e avós. Elas se reuniam em volta de uma linda caixa para costurar seus segredos. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

Nilson Barcelli said...

Há caixas de costura muito bonitas.
Guarda a tua...
O poema é magnífico.
Querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijos.

Andradarte said...

Devia...!!!Não há???!!!
Beijo

Naty e Carlos said...

Um amigo verdadeiro é alguém que chega quando todos os demais se vão, e se fica quando todos os demais desapareceram. Graças por ser meu amigo.
Uma boa semana
Bjs com carinho

Smareis said...

Palavras que ganham vida e imaginação nas asas dos papéis. Lindo texto amiga. ótimo começo de semana. Bjs!

Miguel said...

Ah essas caixas de costuras, minha mãe tinha uma, minha avó outra, adorava mexer nelas, parecia que a cada momento descobriria segredos entre os dedais, fitas, linhas, agulhas...

Beijo querida, logo mais retornaremos.

Audrey Andrade said...

Sóbria... enigmática... curiosa... proibida...

Caixas de costuras, com segredos e manias e capacidade de tornar linha, tecido e agulha em arte.

Lindo texto!
Meu carinho!
htt://pequenocaminho.blogspot.com

A.S. said...

Caixinhas de costura
e de segredos,
tecidos na candura
da ponta dos dedos...


Beijos!
AL

São said...

Adoro caixas, como as adoro!!

serena noite

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa said...

E talvez no fundo dos carrinhos e dos dedais haja mesmo a esperança.
Beijinho.