Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Monday, April 18, 2011

violetas



Escrevo o que ainda conheço,
nomes de ruas , pássaros , arvores,
monólogos de quem ainda fala alto
É a minha voz ou a tua ?
Como se fosse uma metáfora sem fim.

Lá fora a chuva confunde-se com gestos ,
falamos do tempo , porque entre o silêncio e o nada.
Ouve , quando não fores capaz de falar ...  toca - me


Maria de Sousa 

5 comments:

Atitude do pensar said...

"O tempo enquanto ponte entre o silêncio e o nada."
Gosto do silêncio, ele pode levar ao nada, mas o vejo com palavras que devem ser percebidas com sutilezas.

Marilu said...

Querida amiga, existem vezes que as palavras fazem-se desnecessárias. Tenha uma linda semana. Beijocas

Marilu said...

Querida amiga, Páscoa é amor, ressurreição e renovação, abra seu coração e deixe que o amor faça sua eterna moradia. Tenha uma Feliz e abençoada
Páscoa.
Beijocas de chocolate.

Lilá(s) said...

Hoje apanhei um raminho de violetas e pensei em ti, quando regressar farei um post, havia imensas!
Bjs

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa said...

Entrei aqui e, ao ver estes ramos de violetas, não pude deixar de pensar como a Avó Gabriela gostaria de as receber. São ramos como aqueles que lhe eram ofertados. Em nome dela, aceito, maravilhada, estas violetas.
Bem haja e tenha uma Santa Páscoa.