Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Saturday, November 27, 2010

Alfazema




Já desertou de mim o anjo preto ,e a minh´ alma cinzenta ,
ficou branca .
Que bom que era que desertasse também o anjo branco
p ´ra que minh´alma ficasse apenas
transparente ...



*
Cristovam Pavia

6 comments:

AC said...

Na profundidade do conceito, a leveza (transparência) do ser...

Beijo :)

ALUISIO CAVALCANTE JR said...

Querida amiga


O poeta tem razão.
Assim poderíamos nos ver
completamente,
e o resultado qualquer que fosse,
não nos seria
completamente estranho.

Alegrias plenas para ti.

poetaeusou . . . said...

*
translúcida citação,
no teu blog cristalino !
,
conchinhas,
,
*

Marilu said...

Querida amiga, linda transparência. Adorei. Tenha uma linda semana. Beijocas

Nilson Barcelli said...

Entre o preto e o branco estão todas as cores. Que nós vemos...
Beijos, querida amiga Maria.

Lilá(s) said...

Tão suave a transparência da imagem! e como sempre muito bem escolhido o poema.
Beijinhos