Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Saturday, April 06, 2013

Alfazema
















Procura acrescentar um côvado
à tua altura . Que o mundo está
à míngua de valores
e um homem de estatura justifica
a existência de um milhão de pigmeus
a navegar na rota previsível
entre a impostura e a mesquinhez  dos  filisteus .

Ergue-te desse oceano
que dócil se derrama sobre a areia 
e busca as profundezas , o tumulto
do sangue a irromper na veia
contra os diques do cinismo
e os rochedos de torpezas
que as nações antepõem a seus rebeldes .


Não te rendas jamais , nunca te entregues ,
foge das redes , expande teu destino .
E caso fiques tão só que nem mesmo um cão
venha te lamber a mão
,

atira-te contra as escarpas
de tua angústia e explode
em grito , em raiva , em pranto .


Porque desse teu gesto
há de nascer o
Espanto  !



Eduardo  Alves  da  Costa

9 comments:

Andradarte said...

Poema incrível.......e foto linda
de mais ...Coo gosto dessa cor...!!
Bfs
Beijo

São said...

Que o Espanto sempre nasça em todos os gestos!

A foto é linda.

Te abraço, Maria

Nádia Santos said...

E o grito ajudará a espantar os fantasmas que nos assombram. Belo e profundo. Bjinhos
=> Gritos da alma
=> Meus contos
=> Só quadras

ONG ALERTA said...

Lindo, bom fim de semana beijo Lisette.

Marilu said...

Querida amiga, com certeza nunca devemos aceitar tudo aquilo que nos é imposto, devemos sempre tentar ser felizes. Tenha um lindo final de semana. Beijokas

Maria Rodrigues said...

Quase senti o cheirinho a alfazema, belissimo poema.
Bom restinho de domingo
Beijinhos
Maria

Lilá(s) said...

Queria estar ali naquele campo de alfazema, haverá emprego por lá?...
Sempre maravilhosas as tuas escolhas.
Bjs

Rua Sem Dono said...
This comment has been removed by the author.
Rua Sem Dono said...

Cor da Flor!

Que possamos nos enfadar do medo de não sermos entendidos, mas mesmo assim sempre prosseguimos!
Beijos...