Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Saturday, February 09, 2013

Alfazema























Não era o quarto de nenhum de nós ,
mas a ele regressávamos sempre com a pressa
de quem anseia os cheiros quentes e antigos da casa conhecida .
Como quem espera ser aguardado .

Pressenti , porém , que não era eu quem aguardavas . . .
Uma noite , pedi - te mais um cobertor em vez de um abraço .






Maria  do  Rosário  Pedreira


9 comments:

Andradarte said...

Sintomático....
Adorei
Beijo

São said...

Só conhecia a escritora de nome, gostei de lhe conhecer a poesia.

Um Carnaval alegre, Maria.

Rua Sem Dono said...

Cor da Flor!

Que poeticamente dorido e verdadeiro.

Beijos

Marcos Silva

Nilson Barcelli said...

Gosto da poesia da Maria do Rosário Pedreira.
Fizeste uma boa escolha, portanto.
Querida amiga, desejo-te uma óptima semana.
Beijo.

Fabrício Santiago said...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Blog Rosa Solidão. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs

Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

Abraços

Lilá(s) said...

Melancólico, tal como o dia de hoje!
Bjs

AC said...

Maria,
Gosto de ler a Maria do Rosário, as suas palavras são pinceladas de grande beleza.

Beijo :)

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa said...

E é tão bom esperar ser aguardado!
Um grande abraço.

Mariazita said...

Não conheço muito Maria do Rosário Pedreira, mas do pouco que conheço, gosto.
Este texto faz-nos sentir cheiros de aconchego.

Muito obrigada pelos parabéns à minha «CASA», assim como pelos votos de saúde. Estou muito melhor, fraças a Deus, e em breve estarei completamente restabelecida.

Beijinhos