Olho por olho , e o mundo ficará cego .











Mahatma Gandhi








Saber


Vi _Ver .



Saturday, November 14, 2009

Violetas .



As palavras
cintilam na floresta do sono ,
e
o seu rumor
de corças perseguidas
ágil e esquivo , como o vento ,
fala de amor
e
solidão ...
quem vos ferir
não fere em vão ,
palavras .


Carlos de Oliveira

6 comments:

Vieira Calado said...

Olá, bom dia!

Grato pela visita ao meu blog.

Bjs

Chris said...

Um grande poema de Carlos Oliveira, circundado de tanta cor...
Abraço
Chris

Lilazdavioleta said...

Chris ,
muito obrigada pela sua visita .

Um beijo,
Maria

Jose Ramon Santana Vazquez said...

sangre
... ...traigo
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesia ...


AFECTUOSAMENTE
ALFAZEMA E VIOLETAS




jose
ramon...

Lilazdavioleta said...

José Ramón,
muito obrigada pela visita e belas palavras .

Um beijo,

Maria

Sonhadora said...

Lindos os seus poemas...gostei muito.
Vou voltar
Bjs
Sonhadora